INSCRIÇÕES PARA O PRÊMIO DE MÚSICA 2018

Inscrições abertas até 22 de junho de 2018

As composições inscritas para o Prêmio de Música das Minas Gerais podem ser sobre qualquer tema, e devem ser compostas em língua portuguesa, não podendo ser inscritas músicas instrumentais.

A composição deve ser inédita e original. Será ainda considerada inédita a música que tenha concorrido em outros festivais ou que tenha sido gravada em CD independente, com tiragem de até 1.500 cópias.

É importante ressaltar que cada grupo só poderá inscrever uma canção. O formulário de inscrição deve ser preenchido nesse site até o dia 22 de junho de 2018 e o candidato tem que enviar a canção no formato mp3 e a letra em arquivo anexo. Poderão se inscrever músico (participação individual) ou grupos musicais, com integrante proponente e autor(es) da música com comprovada residência no Estado de Minas Gerais.

Assim como no ano passado, todas as bandas selecionadas receberão um cachê de apresentação no valor de R$450,00 (quatrocentos e cinquenta reais).

A idade mínima para participação é de 18 anos.

INSCRIÇÕES PARA AS OFICINAS GRATUITAS

Graduado em Comunicação Social (Jornalismo), mestre em História da Música Popular pela UFMG e doutorando em Música pela Unicamp. Ministra aulas de História da Música Popular Brasileira na pós-graduação da PUC-MG (IEC). Tem trabalhos publicados como cantor, compositor e poeta. Em 2015, lançou seu primeiro álbum solo intitulado Fora da Asa. Promove cursos de formação vocal, de escrita criativa, além de ser supervisor acadêmico para as áreas de artes e humanidades.

+ sobre a Oficina História da Música Brasileira

A oficina é uma disciplina sobre a História da Música Brasileira nos últimos 100 anos, onde o professor Ricardo Lima (Frei) fará um panorama a respeito.

Será uma aula expositiva, com abertura a debate, leitura de letras musicais, audição crítica. Um tempo de compartilhamento de conhecimento sobre a nossa história musical, aberta não só a músicos, mas a todos que se interessem pelo assunto.

Tópicos da Programação:

• Música popular, música pop e indústria cultural. A questão da reprodutibilidade técnica e a entrada da música no âmbito do mercado no século XX.
• A canção popular e suas especificidades (composição, interpretação, arranjo): a articulação entre linguagem musical e linguagem natural.
• Raízes e primeiras manifestações da música popular brasileira do século XX: modinha, lundu, maxixe, marcha.
• O nascimento e principais representantes do choro.
• Nascimento da indústria fonográfica brasileira (primeiras gravações e detalhes de produção).
• Nascimento e evolução histórica do samba como gênero representativo da identidade brasileira (o mistério do samba).
• A Bossa Nova e a mudança e a ruptura na linha evolutiva da música popular brasileira.
• Décadas de 60 e 70: o surgimento do Termo MPB e as principais correntes urbanas
• A expansão da indústria fonográfica brasileira na década de 70. • Década de 80 e a geração do Brock.